POLÍTICA: 

Responsabilidades

 Todos os funcionários devem conhecer, entender e cumprir as determinações da empresa, e também devem conhecer, entender e cumprir todas as leis, regulamentações, políticas e procedimentos da empresa, o Código de Ética da Interfarma, e mandados e sentenças judiciais aplicáveis às suas responsabilidades.

Devem ser criteriosos no desempenho de suas responsabilidades, e buscar orientação quando não estiverem certos sobre o que fazer.

Os funcionários podem procurar orientação com:

 O advogado da empresa, quando for necessário identificar, interpretar e verificar a aplicabilidade de leis locais, seu superior e/ou membros da Diretoria, quando for necessário identificar, interpretar e verificar a aplicabilidade das políticas, normas e procedimentos da empresa.

Os funcionários devem fazer, dentro do prazo estabelecido pela empresa, todos os treinamentos designados para o seu cargo, e devem relatar quaisquer suspeitas de violações conhecidas da lei, das políticas e procedimentos da empresa, de mandados ou sentenças judiciais e quaisquer solicitações que receba para tomar qualquer ação que poderia ser uma violação.

 Os funcionários também devem relatar preocupações relacionadas à ética, as quais não necessariamente se relacionem a uma lei ou a uma política da empresa. Os relatos podem ser feitos para:

I.Um membro da diretoria,

II. Um membro da equipe de Recursos Humanos

III. Um dos advogados da empresa.

O funcionário pode solicitar que o relato seja tratado de forma confidencial, neste caso, o ouvidor tomará todo o cuidado para proteger a identidade do funcionário, em uma extensão que seja consistente com a necessidade da empresa em analisar e dar o devido direcionamento ao relato do funcionário e também em cumprir as obrigações legais.

Se qualquer funcionário tem uma preocupação sobre as decisões ou comportamento de seu supervisor ou do diretor da sua área, este funcionário pode optar por falar pessoalmente com este indivíduo. No entanto, se o funcionário não se sentir confortável em fazer desta forma ou que o indivíduo não se dispôs a resolver de forma satisfatória a preocupação do funcionário, este funcionário deve submeter o seu relato através do e-mail: relatos@farmalibra.com.br.

Fraudes conhecidas ou suspeitas podem ser relatadas para a Diretoria ou para o Supervisor de área da Empresa ou através do site da empresa “relatos@farmalibra.com.br.”

Se o funcionário não estiver confortável em utilizar os meios acima citados, o relato pode ser feito 24 h por dia, 07 dias por semana, através da Linha direta, por telefone ou via internet e podem ser anônimos.

A empresa não permite retaliação por nenhum funcionário contra outro devido a este ter feito um dos seguintes:

 Relatado violações reais ou potenciais, feito uma queixa ou informado a empresa sobre condutas inapropriadas ou prevenindo práticas que estavam em desacordo com a lei ou participado de investigações, processos ou audiências.

Diretores: é responsabilidade dos membros da diretoria:

I.Dar suporte aos funcionários que estejam sob a sua supervisão, para que cumpram as obrigações mencionadas acima.

II. Tomar todas as ações para prevenir, detectar e relatar violações da lei, das políticas da empresa e mandados e sentenças judiciais.

III. Participar de investigações de potenciais violações e trabalhar com as áreas envolvidas para identificar e implementar as ações corretivas apropriadas.

Violações e ações da empresa

As violações de normas da empresa podem resultar nas seguintes conseqüências negativas e potencialmente severas:

 Conseqüências de segurança e saúde: a falha em cumprir as leis designadas para proteger a saúde e segurança pode resultar em conseqüências para clientes, funcionários, visitantes da empresa e outros.

Conseqüências legais: a falha em cumprir a lei ou mandados e sentenças judiciais ou determinações governamentais pode resultar em várias sanções legais, incluindo processos, ações civis ou criminais, atraso na aprovação de produtos, apreensão ou recall de nossos produtos, ou fechamento da empresa. Em situações extremas, ações criminais e outras penalidades podem ser impostas à empresa e a funcionários individualmente.

 Impacto na reputação e relações: o impacto das violações na reputação da FARMALIBRA, nas suas relações de negócio e no seu sucesso pode ser enorme, seja tangível ou intangível, e pode resultar em perda da credibilidade pública.  Perda de valor de negócio: a falha em proteger e efetivamente utilizar os nossos ativos pode aumentar despesas, reduzir a produtividade e levar a perdas financeiras irreparáveis para a FARMALIBRA.

Ações corretivas: a FARMALIBRA tomará ações corretivas apropriadas devido a violações de leis, políticas ou procedimentos da empresa, ou de mandados e sentenças judiciais. As ações corretivas potenciais incluem:

 Refazer o treinamento da política ou procedimento, para melhor entendimento, treinamento adicional ou esclarecimento de tópicos do treinamento, e/ou   Ação disciplinar prevista na CLT.

Ações disciplinares: os funcionários estão sujeitos a ações disciplinares por:

 Autorizarem ou participarem de atividades que resultem em violações de leis, das políticas e procedimentos da empresa ou de mandados e sentenças judiciais.  Não relatar uma violação ou suspeita de violação, se recusarem a cooperar com a investigação de uma suspeita de violação.

Retaliarem contra o indivíduo que relatar uma suspeita de violação, não fizerem os treinamentos obrigatórios dentro do prazo estabelecido ou falhar na detecção de uma violação, devido a uma supervisão inadequada de sua parte.